Games Atuais e Retrogames em Geral


    Paradigmas Do Bom Senso - Entendendo o injustificável

    Compartilhe
    avatar
    $n<Masters>
    OldGen
    OldGen

    Número de Mensagens : 831
    Idade : 28
    Warn : 0%
    Data de inscrição : 17/04/2008

    Paradigmas Do Bom Senso - Entendendo o injustificável

    Mensagem por $n<Masters> em Sab 09 Abr 2011, 15:41

    Não querendo justificar o acontecimento, pois obviamente é injustificável. Mas falando das pessoas e não dele: Incrível como nessas horas o mundo se torna tão bonzinho; mas todos que são assim agora não passam nem perto desse comportamento na hora de tomar atitudes irracionais na tentativa de se auto promover; atitudes desnecessárias e maudosas que se caracterizam como bullying. Novamente eu digo que não quero justifica-lo, apenas tento entende-lo. Ainda falando das pessoas, é do conhecimento de todos que na cadeia os presos tendem a matar outros presos acusados de pedofilia, estupro e outros. Matam... Assim como você é bonzinho agora sem pensar nas suas próprias atitudes, esses presos ao modo deles são "justos" em julgar como mais errados, aqueles que chegam la sendo acusados por tais crimes. Noções sobre certo e errado podem sim ser um paradigma, porém o problema está nas pessoas que não conseguem ser corretas nem diante daquilo que acreditam. Por isso antes de condenar e linchar na primeira oportunidade, pelo menos pense se seu comportamento em sociedade, pode ter contribuído ou não, de forma direta ou indireta para tal cena. Infelizmente quase ninguém pensa, e pior, julgam na condição de que em situação semelhante, até poderiam fazer o mesmo.

    Falando do assassino: Primeiro que a criação dele já foi toda conturbada, sendo adotado, com mãe biológica pinél, e etc etc. Somando isso a possíveis traumas de adolescência na época da escola, o cara que já tinha a cabeça fraca devido ao histórico de vida, ou simplesmente por algum distúrbio psicológico, torna-se muito mais perigoso quando provocado. Ele poderia ser só estranho, mas as pessoas o fizeram ser pior.

    Então o garoto estranho se deu conta da real maldade do ser humano, e que eles com suas atitudes, raramente pensam nas conseqüências. Se deixou levar pelo lado mau das pessoas; lado esse que talvez para ele seja uma unica parte. Sim, ele até conhecia o significado de um sorriso e sabia que existiam pessoas gentis e divertidas, mas sabia também que essas tinham suas amizades devidamente selecionadas pelo grau de popularidade. Exclusão... Critério para matar! a maioria meninas. Gordinhos por muitas vezes são zoados e excluídos, e talvez por isso suas palavras para um dos alunos fora: "fica calmo gordinho, contigo eu não vou fazer nada não". "Identificação", essa certamente foi a palavra que salvou essa criança. Wellington na época da escola foi gordo, humilhado sendo até colocado em uma lata de lixo, recebendo apelidos, provocações... Fora da escola tinha o apoio da mãe, pessoa com que tinha o maior laço afetivo. Sendo assim a familia era o que conseguia balancear seus pensamentos em níveis normais, aliviando um pouco seu tormento e desilusão para com a sociedade. Porem como um interruptor que liga ao simples toque, mais tarde o falecimento de sua mãe adotiva viria como conseqüência de seu isolamento, e mais tarde loucura. Com tudo, cresceu sem saber adotar uma perspectiva de vida mais tolerante para conviver com tal maldade. Passou a se isolar cada vez mais, na internet aliava sua falta de pessoas, de realidade, de conversas. Confuso se baseando em outras culturas, em outras mentes criminosas, não evoluiu, apenas se confundiu ainda mais. Encontrando em outras culturas uma um alivio para sua coleção de fracassos, se sentia acolhido e com a razão; agora sua virgindade não era mais vergonha, era sua opção.

    Com a mídia mostrando pessoas que por dinheiro mandam matar os pais hoje, e comove-se amanhã não por arrependimento como deveria ser, mas sim por medo, ele teve certeza que algo de errado tinha com essas pessoas. Teve certeza que ele não poderia ser tão mal. Afinal sua causa era lógica e sem razão para arrependimentos. Diante também de pessoas tidas como inocentes e puras, mas que pra ele já tinham causado tanto sofrimento, apenas teve mais de suas confirmações. E se diferenciando de todos os culpados e "inocentes" que já havia conhecido, tomou uma só postura, e então mostrou sua melhor face, aquela que mais teve oportunidades para ser explorada, a da maldade. Diante de bons e maus, Tomou a decisão que seria diferente daqueles ele considerava tão volúveis e falhos, ele seria apenas um, e sem arrependimentos julgaria. Sabia que diante dos olhos de Deus tal atitude não era correta, mas sabia também que não podia mais aguentar todo aquele peso, e que todos ali também eram falhos e precisavam ser punidos. Seguindo seus princípios não exitou e matou sua sede de sangue.

    Meu caro amigo com potencial homicida, caso você não consiga, ou não tenha interesse em mudar para ser aceito, não seja covarde. Entenda que ainda tem sua opinião, e no mundo com bilhões de pessoas, certamente haverá alguém que pensa como você. Mesmo que não haja, você ainda pode trabalhar sua idéias e pregar seus princípios. E nessa jornada diante das conseqüentes reflexões que terá, se perguntará se de fato está correto. E quem sabe não acabe pegando o caminho mais fácil. Afinal, mudar para o lado da maioria que não mata, além de ser um caminho relativamente mais simples, de fato significar uma mudança para o caminho correto.

    Eu acredito que diante de tantos assassinos pelo mundo, poucos são os que realmente são loucos. Pessoas sem remorso, podem ser apenas pessoas com ideais falhas.

    O bullyng definitivamente não é uma justificativa para o que ele fez. Se tratando dele, o bullyng entra apenas como um acréscimo em cima de tudo o que ele já tinha vivido. Afinal nem todo mundo que apresenta um comportamento anti-social, perde os pais, ou é zoado na época da escola, se transforma em um assassino. Agora se você tem todos esses problemas, e mais um pouco, você sim, pode se transformar em um possível assassino. Tudo é uma questão de perspectiva. Você pode ser zoado na escola, mas por sua realidade fora dela, você pode ter uma visão diferente do mundo. Uma boa familia, e todo um suporte de outros amigos, além daquela realidade triste que te desmotiva. O problema está quando um problema soma-se a outro, e sem nenhum apoio, o individuo não consegue ter uma visão diferente daquela que pede por sangue e "justiça". Eu não o julgo e nem defendo, apenas tento entende-lo. O bullyng quando é citado neste texto, é principalmente para a reflexão dos que praticam essa agressão. Esses, assim como qualquer outra pessoa em qualquer fase da vida, não pensam nas conseqüência de suas atitudes. Mas ainda assim, vivendo no erro se emocionam e julgam quando os resultados de suas atitudes aparecem, e toda merda explode no ventilador.

    ---
    Zoação mod on:

    YYH
    Shinobu sensui com um forte senso de justiça vivia para defender os humanos, perdeu a linha quando viu a fita do capitulo negro e conheceu a verdadeira face do ser humano. Se tornou um louco psicopata de várias personalidades.

    Naruto
    Akatsuke/pen/madara são vilões que matam desejando alcançar a paz

    Fanáticos religiosos cabeças fracas, não sabem seguir a própria religião e matam sem remorso aqueles que ohh desrespeitam o Alcorão. Matam em nome da religião.

      Data/hora atual: Seg 24 Jul 2017, 15:36