Games Atuais e Retrogames em Geral


    O pinto é meu eu faço o que eu quiser. =]

    Compartilhe
    avatar
    $n<Masters>
    OldGen
    OldGen

    Número de Mensagens : 831
    Idade : 28
    Warn : 0%
    Data de inscrição : 17/04/2008

    O pinto é meu eu faço o que eu quiser. =]

    Mensagem por $n<Masters> em Ter 04 Jan 2011, 20:06



    As vezes eu fico pensando se todo cristão pensa de acordo com o que prega. Quero dizer, o que adianta fazer certo de acordo com o que acreditam, se no fundo sentem todas as vontades que julgam ser impróprias. Claro, devo dizer que acredito na possibilidade de que qualquer um possa se reeducar; e que de sentir vontade para de fato fazer, é algo que sempre será mediado pelo bom senso. Afinal, nem todos nossos pensamentos e vontades podem ser postos em prática. Mas até ai tudo bem.

    Agora vamos falar mais especificamente dela, que é proibida por algumas religiões por ser uma pratica que além de desperdiçar a vida, induz o individuo a ter pensamentos impróprios... ela, a masturbação. Na minha humilde opinião, não vejo muita diferença de quem se masturba, pra quem sente vontade, e... dorme. Por mais religiosa que uma pessoa possa ser, nessa sociedade em que vivemos, que peitos e bundas muitas vezes são exaltados de forma exagerada, é completamente compreensível que qualquer um seja suscetível a esses desejos. E é muito difícil de acreditar que alguém consiga elimina-los da mente. No máximo ficam com medo dos próprios pensamentos e vontades, e por isso tentam evitar. O que é inútil, já que por instinto, tais desejos tendem sempre a surgir.

    Então temos que concordar que: Se quem se masturba é pecador, quem pensa, tem vontade, e nada faz, também é. Pelo simples motivo de que no fundo, o individuo seguidor da religião mais conservadora, não ser aquela pessoa que diz, ou precisaria ser. E como ambos tem as mesmas vontades, a unica diferença é que um usa as mãos para mata-la, e o outro nada faz. Se você se masturba por exemplo, pensando na mulher do seu amigo, isso não te torna uma pessoa pior do que o cara que tem um desejo incubado na mulher do próximo, mas não faz nada. Conclusão: Levando em consideração que fora de seus respectivos pensamentos, nenhum chegou a cometer o pecado do adultério, ou ambos são inocentes, ou ambos são pecadores.


    Sendo assim, a unica forma de eu me ver errado nesse pensamento, é conhecendo um religioso que além de ser contra a masturbação também seja livre de desejos carnais. O que deve ser algo realmente impossível de acontecer; já que como eu disse disse antes, é uma questão de puro instinto.

    Logo, no fim acaba sendo só mais um mandamento religioso sendo interpretado pela igreja de forma totalmente impraticável. Como todo mundo sabe, de religião pra religião, a bíblia tem diversas interpretações. E por essas interpretações, pessoas se limitam, pessoas deixam de pensar; pessoas só escolhem a forma mais conveniente de levar a vida, desde que seja garantida por alguma religião. Isso me lembra uma vez nessas conversas de taxi, quando o motorista me contou que saiu da igreja dele porque a mesma, não o permitia fazer sexo com sua mulher, digamos que de formas mais diferenciadas. Era papai e mamãe e só. E o que ele fez? procurou outra igreja que fosse mais liberal. Agora eu pergunto. Existe meio inferno? Porque de todas as interpretações da bíblia, certamente só uma está correta. Eae? ou será que ele acredita na possibilidade der ir para o céu, por conta da decisões que tomou, e foram mais convenientes pra ele aqui em terra?

    Muitos religiosos, pregam o que acreditam com uma tremenda devoção e fidelidade, mas muitas vezes de nada adianta já que em outros aspectos, no que diz respeito a atitudes para com o próximo, acabam sendo pessoas carentes de um bom caráter. Quem nunca viu uma pessoa dessas, que fala, fala, fala, mas não faz. Veste a camisa, mas nunca joga. E é justamente a falta dos fatores que os fizeram ser pessoas religiosas, que também os tornam ser humanos falhos. Fatores esses que são: Auto reflexão, Opinião, inteligência. E me refiro a inteligência que se conquista na aula de filosofia, e não da que se grava e aprende na de matemática. Logo a falta desses atributos é o que de uma forma indireta, nos leva para uma sociedade de centenas de milhares de pessoas burras e falhas. E que acreditam estar certas, mesmo não sendo o que pregam; o que deveriam ser. Mas que quando finalmente abrem os olhos para se enxergarem em um erro, acham que ir no domingo a igreja já é o bastante.
    avatar
    DeMolay-MaV
    OldGen
    OldGen

    Número de Mensagens : 628
    Idade : 33
    Warn : 0%
    Data de inscrição : 18/04/2008

    Re: O pinto é meu eu faço o que eu quiser. =]

    Mensagem por DeMolay-MaV em Sab 08 Jan 2011, 14:50

    Cometer adultério não é só se entregar ao ato físico em si, em pensamento tambpem se comete adultério e isso é bíblico e direto, não requer quaisquer interpretações. A questão de proibir a masturbação não é por causa da auto-estimulação em si, e sim dos pensamentos que o ato gera. Eu pelo menos nunca ouvi falar de uma pessoa que se masturba se masturbar pensando numa parede. Pensar que devemos nos entregar aos costumes degradantes da sociedade é pensar que não temos arbítrio e precisamos fazer as mesmas coisas erradas que o mundo faz simplesmente porque não queremos nos dar o trabalho de pensar e agir de acordo com os próprios princípios. É muito mais fácil, principalmente para os jovens, agir de acordo com o que o ambiente dita como regra, não significando dizer que nós realmente precisamos fazer algo só porque todos estão fazendo.
    avatar
    $n<Masters>
    OldGen
    OldGen

    Número de Mensagens : 831
    Idade : 28
    Warn : 0%
    Data de inscrição : 17/04/2008

    Re: O pinto é meu eu faço o que eu quiser. =]

    Mensagem por $n<Masters> em Sab 08 Jan 2011, 23:30

    Como você viu, eu tenho uma visão parecida com a sua, só que ao contrario. Dizem que opinião e gosto não se discute; eu discordo. Acredito que depois de explicado, ai sim não se discute. Por exemplo, você colocou o seu ponto de vista e eu achei bem legal. Não concordo, e não vejo da forma que você vê, mas aceito o jeito como pensa. A questão é que você não pensa da forma como expôs, apenas porque a bíblia manda, mas sim porque além disso, é a SUA opinião, SEUS princípios. Você acredita que essa forma de agir é a correta, e assim faz. (alias, não faz hehe). Já eu, não considero esse mandamento bíblico, assim como não considero outros, como ser contra o homosexualismo por exemplo. Sei que a palavra adultério também se aplica para os pensamentos, mas eu só considero pecado, aquilo que for executado. Então, por tudo isso que eu disse, citei as pessoas que seguem a igreja da forma mais conveniente, ou deixando de lado seus princípios. O cara do taxi, mudou de igreja porque a dele não era de acordo com o que ele pensava. Já outras pessoas, ignoram o que acreditam e continuam naquele caminho por medo, ou por achar que é o caminho certo que lavará ao ceu. E no meio disso tudo, quem tá certo? Então, eu só sigo o que eu acredito ser certo. A diferença é que o que eu acredito, não tem escrito em nenhum lugar.

    avatar
    DeMolay-MaV
    OldGen
    OldGen

    Número de Mensagens : 628
    Idade : 33
    Warn : 0%
    Data de inscrição : 18/04/2008

    Re: O pinto é meu eu faço o que eu quiser. =]

    Mensagem por DeMolay-MaV em Dom 09 Jan 2011, 01:21

    Ai se o João13Voltas estivesse aqui... uHAuhAUhUHAUH!!! :sarcasm:


    Me respeite, viu! Eu sigo os meus princípios!

    Mudar de igreja só pra adaptar as regras ao que se acha melhor pra si é o fim. Esse tipo de pessoa só está trazendo mais condenação sobre si mesmo porque está pondo sua própria vontade e desejos acima do que acredita ser vontade de Deus...

    Hoje a religião que mais cresce no mundo não são as evangélicas de esquina, nem o espiritismo, nem adventistas, nem testemunhas de jeová, nem mórmons nem nada. A religião que mais cresce é o "achismo". "Eu acho que Deus não faria isso...", "Eu acho que isso não é errado...". Durante os meus 2 anos de missão aprendi que as pessoas (seguindo a tendência natural do ser humano de se acomodar e se conformar com a situação) simplesmente não têm um real desejo de mudança em suas vidas porque sabem consciente e inconscientemente que uma mudança de comportamento traz consequências desconhecidas. As pessoas têm medo de arriscar algo realmente novo. Têm medo de pensar "fora da caixa". Têm medo de pôr suas idéias à prova. Simplesmente preferem continuar no sofá curtindo a mesma vidinha de sempre porque é tudo o que conhecem. Esse papo de que "Ah, cara... esse negócio de religião não é pra mim..." eu já conheço muito bem. Ouvia isso todos os dias durante 2 anos de minha vida. E o mais engraçado era quando uma dessas pessoas realmente decidia tirar o traseiro do sofá e cumprir com os compromissos apresentados. Eles mesmos começavam a ver a diferença que cumprir simples mandamentos fazia em suas vidas e depois de algum tempo chegavam pra nós admitindo que era somente orgulho de não dar o braço a torcer e medo de mudar o jeito de agir e ver o mundo.

    Não posso dizer que o seu ponto de vista está errado, longe disso. não é e nunca foi minha intensão. O propósito é convidar a viver este mandamento e perceber as bênçãos que vem com o cumprimento dele.
    avatar
    $n<Masters>
    OldGen
    OldGen

    Número de Mensagens : 831
    Idade : 28
    Warn : 0%
    Data de inscrição : 17/04/2008

    Re: O pinto é meu eu faço o que eu quiser. =]

    Mensagem por $n<Masters> em Qua 19 Jan 2011, 00:56

    Olha, é complicado. Eu não consigo me ver nessa de religião.... Talvez por comodismo, mas acredito que não só por isso. O lance é que eu não consigo crer naquilo que precisaria. Logo esperar uma melhora sem crer, apenas me tornaria mais um em um milhão, desses que vão porque precisam, vão pra pedir, vão no domingo. Uma coisa que eu sempre falo é: Se não tenho plena fé naquilo que eu deveria ou precisaria acreditar, também não me sinto no direito de pedir nada. Aconteceu uma parada estranha comigo, que não acontece todo dia, e nem isso me tocou de verdade. Da uma olhada:

    http://ideias-ego.blogspot.com/2010/11/aconteceu-comigo-tenso.html
    avatar
    DeMolay-MaV
    OldGen
    OldGen

    Número de Mensagens : 628
    Idade : 33
    Warn : 0%
    Data de inscrição : 18/04/2008

    Re: O pinto é meu eu faço o que eu quiser. =]

    Mensagem por DeMolay-MaV em Qua 19 Jan 2011, 09:46

    $n<Masters> escreveu:Olha, é complicado. Eu não consigo me ver nessa de religião.... Talvez por comodismo, mas acredito que não só por isso. O lance é que eu não consigo crer naquilo que precisaria. Logo esperar uma melhora sem crer, apenas me tornaria mais um em um milhão, desses que vão porque precisam, vão pra pedir, vão no domingo. Uma coisa que eu sempre falo é: Se não tenho plena fé naquilo que eu deveria ou precisaria acreditar, também não me sinto no direito de pedir nada. Aconteceu uma parada estranha comigo, que não acontece todo dia, e nem isso me tocou de verdade. Da uma olhada:

    http://ideias-ego.blogspot.com/2010/11/aconteceu-comigo-tenso.html

    Não vi nada de realmente fantástico na história toda. Esse lance de "Laço de Morte" definitivamente não existe. Desafio qualquer pessoa a buscar o termo "Laço de Morte" nas escrituras. NÃO EXISTE ISSO. O que existe são pessoas mal intensionadas querendo impressionar e pegar os fracos de espírito pelo ponto mais fraco. Todo mundo tem problemas na vida, mas imagine só o que aconteceria com uma pessoa que tá desesperada se acontecesse o que aconteceu contigo: Entrar numa igreja qualquer aí e uma pessoa dizer que você "Tem um Laço de Morte"! A pessoa com certeza associaria isso aos problemas do quotidiano e acharia que o cara que disse isso foi "ungido pelo Senhor" para dizer aquilo naquela hora... Os pastorezinhos charlatões são treinados pra isso! Simplesmente eles falam esse tipo de coisa pra todo mundo. Sempre tem alguém bobo o suficiente pra cair na rede. É assim que eles vão enchendo os bolsos.

    Quanto às senhoras, não duvido nada que elas sejam membros da mesma igrejinha e que tenham visto você lá e o reconheceram, aproveitando pra jogar mais uma vez a história do tal laço. Anjos e demônios estão em toda a parte seguindo as pessoas, você não é privilegiado por ter um "Shinigami" atrás de você. Todo mundo tem. Até eu. O que vai fazer a diferença é se você obedecerá ou não aos influxos dele. Se você cumpre os mandamentos e faz coisas boas, não há porque se preocupar com isso porque os anjos é que o acompanharão.

    Sobre o comentário de acreditar ou não no que está na Bíblia ou sobre o que falam sobre O Criador é muito simples: Ore e Pergunte pra Ele mesmo se Ele existe! Pergunte pra Ele mesmo se as escrituras antigas são verdadeiras! Ninguém melhor que o dono da verdade pra te responder essas coisas. Agora uma observação: "Se algum de vós tem falta de sabedoria, Peça-a a Deus que à todos dá liberalmente e não o lança em rosto, e ser-lhe-á dada. Peça-a porém com fé, em nada duvidando, pois o que duvida é semelhante à onda do mar, que é levada pelo vento e lançada de uma para outra parte." Thiago 1:5-7.

    Não é pessoa A, B ou C que vai te convencer de que Deus existe e que Jesus Cristo é o salvador do mundo. Pergunte para o único que sabe todas as coisas e ele mesmo vai te dizer, assim como fez comigo. Não faça como muita gente que pede sinais para saber das coisas... isso é ridículo! É tentar dar ordens à Deus! Já ouvi muita gente que disse que não acredita em Deus porque ele não respondeu à oração. Quanto perguntei como foi a oração, não eram raros os casos de pessoas que pediram que caísse um raio naquele momento, que a luz piscasse, que acontecesse algo extraordinário, essas coisas... Isso nunca vai acontecer porque ainda que acontecessem os tais sinais, as pessoas não seriam convertidas e sim CONVENCIDAS por meio de um sinal físico. Por isso que as igrejinhas aí estão abarrotadas de pessoas. A que diz que tem mais descarrego, mais curas ou mais sucesso em resolver "problemas espirituais" sempre vai atrair mais gente porque as pessoas só querem sinais, só acreditam em algo se virem. Isso não é fé. Fé é acreditar em algo que não se vê mas que é verdadeiro. Não preciso ver Deus nem Jesus pra saber que eles existem. Eu sei porque eu fiz o que recomendei acima e perguntei pro próprio Deus com todo o meu intento se isso é verdade e ele me respondeu, não com sinais, mas com sentimentos que pessoa nenhuma pode mostrar, forjar ou colocar em você.

    avatar
    $n<Masters>
    OldGen
    OldGen

    Número de Mensagens : 831
    Idade : 28
    Warn : 0%
    Data de inscrição : 17/04/2008

    Re: O pinto é meu eu faço o que eu quiser. =]

    Mensagem por $n<Masters> em Sab 29 Jan 2011, 23:27

    Concorda com tudo o que você disse. Bom, demorei pra responder porque primeiro eu vi esse texto, ai me assustei um pouco com o tamanho, dai fiquei falando: " ah depois eu leio, depois eu lei..." Enfim sabe como é né. Mas devo dizer que você escreveu muito bem, e novamente: concordo com tudo o que disse. Mas tipo, o lance das mulheres que me pararam, foi bem distante, mas muito distante mesmo da igreja que o pastor me disse isso pela primeira vez. Então essa hipótese delas terem me reconhecido, é praticamente impossível. E também, não me senti super protegido com o que aconteceu. Pra falar a verdade, preferia que não tivesse acontecido né. Ah, tenho uma vó que aos 94 anos, agora que veio precisar de cuidados, então ela ficando aqui em casa, passa boa parte do tempo no canal da igreja. É muito absurdo ver a forma como eles recrutam as pessoas... tipo: tu que sofre, você que sente que sua vida está como está por terem colocado o seu nome na macumba, você que sente que as coisas não vão pra frente... saca, falam de forma que qualquer pessoa poderia se identificar. E que pelo ouvidos dos mais fracos, aceitar os motivos citados pelo pastor, como a causa do problema, e algo muito fácil. Então a pessoa se vê na oportunidade de melhorar, indo no tal culto de libertação anunciado, ou simplesmente sendo um patrocinador como eles dizem. Bom, eu não peço provas nem nada, pois como falei, se não tenho plena fé naquilo que deveria ou precisaria acreditar, também tenho o bom senso, em saber que não tenho o direito de perdir nada. Não consigo desacreditar por completo, então por isso sempre apenas agradeço por tudo, quando lembro. E no mais, vou seguir o que você recomendou. Curiosidade, qual sua religião mesmo?
    avatar
    DeMolay-MaV
    OldGen
    OldGen

    Número de Mensagens : 628
    Idade : 33
    Warn : 0%
    Data de inscrição : 18/04/2008

    Re: O pinto é meu eu faço o que eu quiser. =]

    Mensagem por DeMolay-MaV em Dom 30 Jan 2011, 20:07

    $n<Masters> escreveu: Curiosidade, qual sua religião mesmo?

    A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, mais conhecidos como "Mórmons".

    Conteúdo patrocinado

    Re: O pinto é meu eu faço o que eu quiser. =]

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qua 20 Set 2017, 04:21